Artigos

18/07 Fernando Barboza

Revestimento: conheça as melhores opções do mercado para o seu projeto

Quando falamos em projetos de arquitetura, os revestimentos fazem parte da etapa final, sendo usados como destaque em muitas das concepções, afinal, é importante associar beleza, funcionalidade e durabilidade. Pensando nisso, os arquitetos devem optar por materiais que encantem o cliente e combinem com a linguagem arquitetônica adotada no projeto.

As composições elaboradas consideram a harmonização entre revestimentos, mobiliário, iluminação e paisagismo. Os detalhes são capazes de tornar o ambiente incrível! Os revestimentos podem ser peças fabricadas, como o porcelanato, ou materiais naturais, como pedras e madeira.

É importante conhecer os produtos disponíveis antes de definir qual é a melhor alternativa para o projeto. Confira aqui algumas opções de revestimento e as características gerais de cada material!

Porcelanato

O porcelanato é um tipo de revestimento composto por porcelana e minerais. O item é desenvolvido com alto padrão de qualidade e controle no processo produtivo. É um material uniforme, resistente e pouco poroso.

A indústria do porcelanato vem investindo em impressões, texturas e resultados cada vez mais realistas. São várias as opções de peças com acabamentos muito semelhantes aos elementos naturais, como madeira. Os efeitos cada vez mais diversificados encantam profissionais e clientes.

As peças disponíveis em diversos tamanhos, cores e texturas permitem ousar nos projetos. Os porcelanatos podem ser aplicados em interiores, fachadas e em áreas externas. A escolha considerará o efeito e a resistência necessária no projeto. As peças podem ser retificadas, de modo que as bordas sejam cortadas com precisão e permitam utilizar juntas secas ou rejuntes pequenos, com apenas 1 mm de espessura. Já os porcelanatos com borda bold apresentam cantos arredondados e limites mais irregulares.

Quanto às opções de acabamento, os tipos disponíveis no mercado são:

  • polido: as peças lapidadas ficam com um aspecto vitrificado e brilhante. Os porcelanatos polidos são mais propensos a riscos;
  • brilhante: com acabamento semelhante aos azulejos, tem mais brilho e é resultado da adição de esmalte à superfície da peça;
  • acetinado: porcelanato com acabamento mais fosco, de brilho sutil, o acetinado é mais resistente a riscos e manchas;
  • natural: de acabamento rústico e fosco e com superfície ligeiramente áspera, é mais indicado para áreas externas;
  • EXT: para aplicação externa, o porcelanato é mais resistente e áspero.

Madeira

A madeira é um material natural e, por isso, cada peça apresentará características e detalhes únicos. As tonalidades da madeira serão variáveis, e as matizes serão responsáveis por efeitos maravilhosos. Por serem naturais, é necessário adotar alguns cuidados de preservação com as peças de madeira.

Ela pode ser aplicada em áreas internas e externas e, como pode sofrer deterioração, é preciso estimular a adoção de medidas de prevenção, como manter as peças envernizadas. Para ambientes externos, recomenda-se realizar a manutenção a cada seis meses, aproximadamente.

As peças em madeira podem ser cortadas de acordo com o especificado em projeto, por isso, vale aproveitar a criatividade. O acabamento pode ser mais rústico ou mais delicado. É um material resistente, durável e que pode assegurar originalidade aos projetos.

Pedras naturais

As pedras são queridinhas de muitos projetos, e seus traços e marcas são únicos. As diferenças entre peças, características das pedras naturais, garantem personalidade e autenticidade a cada concepção. As pedras podem ser beneficiadas, cortadas e polidas. Também podem ser aplicadas com um acabamento mais rústico, dependendo do projeto e da preferência do cliente.

Recomenda-se assentá-las com argamassa ACIII, sendo que é possível fazê-lo com pouco rejunte ou com junta seca. No entanto, é importante ter cuidado com a limpeza e evitar materiais ácidos e corrosivos.

Conheça, a seguir, algumas opções encantadoras de pedras naturais!

Pedra Hijau

De tons esverdeados e com nuances diferenciadas, a pedra é indicada para piscinas e áreas externas. A Hijau é uma pedra de origem vulcânica e apresenta propriedades terapêuticas. As características da pedra são benéficas para a pele. Quando em contato com a água, ela apresenta diferentes reações e muda de tonalidade.

Ela contém hidróxido de ferro em sua composição, o que resulta em traços acobreados, e pode ter um acabamento mais rústico ou liso, dependendo do efeito desejado. Muito utilizada em áreas externas e projetos de piscinas, além de muito charmosa, é resistente e durável.

Pedra Hitam

A pedra Hitam também é de origem vulcânica, resultado da sedimentação de lava. Com tonalidades que variam do cinza ao preto, a pedra apresenta maior pigmentação quando molhada. Com acabamento e textura mais rústicos, a superfície do material é porosa — mas não se engane, pois ela é muito resistente à abrasão e à corrosão.

Muito usada em piscinas, a pedra é atérmica, ou seja, não absorve e nem transfere calor. Além disso, não sofre desgaste por tratamentos da água, e, por isso, é ideal para o uso em piscinas e espelhos d’água.

Seixos

Também chamados de seixos telados, esses tipos costumam ser comercializados em placas unidas por tela. De origem montanhosa, as pedras são desgastadas pela ação do tempo e das águas dos rios. Como são frutos de desgastes naturais, apresentam traços e características únicas. Esses detalhes aumentam a riqueza dos projetos, conferindo personalidade e cuidado a cada área de aplicação.

Suas tonalidades mais comuns são branco, verde, bege e preto. Os seixos são muito usados em áreas internas, como saunas e banheiros. Já nas áreas externas, as apostas ficam em locais de piscinas e jardins. Um charme!

Pedra São Tomé

A pedra, de origem brasileira, é muito usada na decoração em pisos e paredes de áreas externas. Com acabamento rústico, porém delicado, pode ser cortada nos mais diversos formatos. As tonalidades mais comuns são branca, amarela e rosa. A pedra São Tomé também é encontrada em nuances de verde e cinza, mas essas são colorações mais raras. A instalação pode ser feita com junta seca entre as peças.

Como vimos, existem várias opções de revestimento no mercado, então, escolha aquela que melhor se adapte ao seu projeto, ao gosto do cliente e ao ambiente. Lembre-se de que os revestimentos naturais têm características únicas, garantindo ainda mais personalidade ao seu espaço.

Aposte na resistência, na beleza e nas diversas opções de paginação das pedras naturais. A Artemano investe em pedras naturais, e as peças são cortadas em tamanhos e formatos encantadores. Quer saber mais sobre nossos revestimentos naturais? Entre em contato e confira maiores informações sobre.

Compartilhar