Artigos

30/01Fernando Barboza

Piso para área interna: veja os 6 melhores revestimentos!

Um ambiente depende da combinação de diversos elementos para que se torne bonito e funcional. Na lista de produtos essenciais está o piso para área interna, que deve ser durável, proporcionar conforto e ter estética adequada ao estilo pensado para o projeto arquitetônico.

Felizmente, existem vários modelos de revestimentos no mercado, cada um com vantagens e aplicações específicas. Diante de tanta variedade, todo profissional deve considerar diversas características antes de investir nesse tipo de produto.

Que tal conferir algumas sugestões de piso para orientar sua escolha? Veja abaixo as opções mais indicadas para áreas internas!

1. Porcelanato

Resultado da mistura de vários tipos de argilas e minerais, é um produto homogêneo e muito resistente. Sua comercialização ocorre em placas de diversas cores, tamanhos e formatos — o que amplia as possibilidades para personalizar os projetos.

Por ter baixa absorção de água, ou seja, pouca porosidade, o porcelanato pode ser usado tanto em espaços fechados quanto em ambientes desprotegidos (ao ar livre). Nos locais internos, por exemplo, ele é perfeito para compor pisos de banheiros, cozinhas e áreas de serviço.

Um ponto a favor dos porcelanatos está na capacidade de reproduzir as estampas presentes em diversos revestimentos naturais. Assim, além de encontrar placas com cores puras e neutras, você pode apostar em versões mais modernas ou que simulam outros materiais.

2. Cerâmica

Muitas pessoas confundem esse produto com o porcelanato por conta da semelhança estética. No entanto, a composição da cerâmica é diferente e seu preço tende a ser mais baixo. As placas podem ser monoporosas ou esmaltadas — têm menor absorção de água e maior resistência mecânica.

Essa opção de piso para área interna também está disponível em diversos modelos. Há cerâmicas lisas, com cortes diferenciados e até com relevo. As versões com textura são mais adequadas para as paredes, principalmente se o objetivo for evidenciar o volume com algum tipo de iluminação.

Cabe destacar que as placas assentadas nos pisos de áreas molhadas devem ter superfície rugosa para evitar deslizamentos e acidentes com quedas. Existem modelos próprios para locais como banheiro e lavanderia, com acabamento antiderrapante (camada que confere resistência ao escorregamento).

3. Madeira

Seja em forma de grandes tábuas, seja em conjuntos de pequenos tacos, a madeira permanece entre as melhores opções de revestimento do mercado. Sua preferência para os pisos dos ambientes internos ocorre por conta do conforto visual e tátil que proporciona.

É fácil perceber essa característica ao observar a beleza dos nós e veios de diferentes espécies. Além do mais, é muito agradável andar descalço sobre uma superfície de madeira, já que esse material se adapta à temperatura corporal com facilidade.

O revestimento funciona bem em pisos de áreas secas, como quartos, salas e corredores. Você pode investir tanto em assoalho com tábuas novas quanto em soluções feitas com madeira de demolição. Em todo caso, vale a pena fazer aplicações de verniz para proteger e estender a vida útil do material.

4. Laminado

Quem quer piso para área interna com um excelente custo-benefício pode investir no laminado sem medo. Trata-se de um material composto por camadas de produtos derivados da madeira — aglomerado e painel de alta densidade (HDF), por exemplo.

A parte superior do revestimento recebe uma estampa decorativa que simula perfeitamente as réguas de madeira. A instalação ocorre por meio de encaixe ou a partir de fixação com cola sem cheiro. Por ser pouco resistente à água, o laminado deve ficar limitado às áreas secas dos imóveis.

Se for aplicado corretamente, esse revestimento não perde em nada para a madeira. Inclusive, por reproduzir as características originais dessa matéria-prima, ele pode ser um ótimo aliado na hora de compor ambientes que tenham um estilo rústico, vintage ou industrial.

5. Ladrilho hidráulico

Como muitos produtos antigos, esse tipo de ladrilho se tornou tendência e, aos poucos, retorna para valorizar diversos projetos. Seu ponto forte está na variedade de cores e nos padrões geométricos que enfeitam cada peça. Também é um revestimento muito resistente que se adapta a qualquer espaço.

Por conta da mistura de tonalidades e estampas, o ladrilho hidráulico deve ser aplicado em pisos que demandam algum contraste ou efeito diferenciado. Assim, ao combinar diversas peças com estética artesanal, você terá uma espécie de mosaico ou painel decorando todo o chão do ambiente.

Outro aspecto que merece destaque é a manutenção do revestimento. Os ladrilhos são fáceis de limpar, suportam a água e resistem bem a impactos e a mudanças de temperatura. Por conta disso, podem ser usados em locais com grande fluxo de pessoas (cozinhas, área gourmet, escritórios etc.).

6. Pedra natural

Mármores, granitos e outras rochas com características atrativas também entram na categoria de bons revestimentos para áreas internas. Assim como os produtos industrializados, as pedras naturais estão disponíveis em diversas cores, cortes e tamanhos.

A variedade permite compor desde projetos com estética clássica até ambientes com estilo contemporâneo. Como se não bastasse a beleza única, os revestimentos naturais ainda combinam vantagens, como longa durabilidade e visual atemporal — condição daquilo que resiste à passagem do tempo.

As pedras também promovem sensação de conforto e bem-estar, já que melhoram o desempenho térmico e acústico dos ambientes. Ao aplicá-las no piso, por exemplo, é possível amenizar sons indesejados e manter a temperatura sempre agradável, sem variações drásticas.

O mercado disponibiliza desde revestimentos naturais simples até versões premium, com pedras importadas de alto padrão. A maioria dos modelos também funciona em pisos de áreas externas, o que facilita o trabalho dos profissionais na hora de desenvolver projetos autênticos.

De fato, são muitas as alternativas para transformar ambientes residenciais ou comerciais em áreas mais convidativas. Tenha em mente que o piso para área interna é um dos primeiros elementos observados por quem adentra um imóvel, então, deve estar adequado ao projeto e às necessidades dos usuários.

Agora, se você está em busca de produtos de boa procedência para usar em seus trabalhos, que tal tirar suas dúvidas com quem entende do assunto? Venha conhecer os revestimentos naturais da Artemano e saber mais sobre os modelos disponíveis!

Compartilhar