Artigos

13/06 Fernando Barboza

Manutenção de revestimentos naturais: entenda como funciona

Casas de alto padrão, hotéis cinco estrelas, áreas externas diferenciadas. Sabe o que grande parte desses lugares têm em comum? Espaços revestidos com nobres pedras naturais. Entre as opções mais utilizadas estão Hitam, Hijau, Seixos telados, Rust e San Thomas

Se você está planejando usar alguma dessas pedras em um projeto, é bem importante ficar também atento a todos os detalhes sobre como fazer a manutenção dos revestimentos naturais para que eles se mantenham belíssimos por mais tempo. Abaixo você confere as principais dicas dos consultores da Artemano. 

Cuidados com piscinas e espelhos d’água 

Depois dos revestimentos naturais estarem devidamente instalados em piscinas e espelhos d’água, podem surgir cristais de cor branca entre as pedras. Caso isso ocorra, é sinal de que há falta de cálcio na água. Então, é preciso removê-los à medida que forem surgindo, pois a permanência prolongada é capaz de manchar a pedra, além de deixar um aspecto sujo. Para remover os cristais com maior facilidade, utilize uma escova de aço. 

Leia também: 5 projetos de piscina com o toque artemano

Fique de olho nos parâmetros envolvendo a água da piscina

Quando o assunto envolve manutenção de revestimentos naturais em piscinas, é bem importante adotar um monitoramento periódico dos seguintes parâmetros relativos à água: 

pH – entre 7,2 e 7,6.
Cloro livre – entre 1,0 e 3,0 ppm. 
Alcalinidade – entre 80 e 120 ppm. 
Dureza cálcica – entre 200 e 400 ppm.

Se os pontos acima não forem devidamente levados em consideração, a durabilidade do rejuntamento, revestimento e equipamentos são colocados em risco. Além do mais, a falta de equilíbrio desses parâmetros pode causar irritação nos olhos, corrosão de equipamentos, esfarelamento do rejuntamento e incrustações calcárias nos equipamentos e superfícies submersas. 

Atenção para as pedras naturais nas áreas externas

Com o tempo, é comum que as pedras naturais presentes nas áreas externas de um imóvel acumulem óleos vegetais e minerais, gorduras e fuligens. Para remover tudo isso, o mais adequado é utilizar uma lavadora de pressão em conjunto com detergente neutro ou alcalino. Vale seguir estas recomendações adicionais: 

– olhar atentamente as instruções do fabricante do detergente; 
– não deixar o detergente secar sobre os revestimentos naturais; 
– não usar ácido nos revestimentos naturais, pois ele podem manchá-los de forma irreversível. 

Leia também: Melhores alternativas de pedras decorativas para parede externa

Se preciso, use resina impermeabilizante na manutenção de revestimentos naturais 

Quando as pedras naturais estão assentadas em lugares secos, elas possuem uma coloração mais opaca. Nesse sentido, a resina impermeabilizante é um excelente aliado na manutenção de revestimentos naturais para chegar a um aspecto molhado e brilhoso. No entanto, é fundamental: 

– limpar bem a área onde será aplicado o produto; 
– garantir que as pedras estejam totalmente secas, livres de qualquer umidade do assentamento, rejunte ou, até mesmo, da limpeza; 
– além de seguir minuciosamente as instruções do fabricante do produto. 

Pedra Hijau e as situações comuns que podem surgir 

– A pedra Hijau possui hidróxido de ferro na composição, o que pode causar um aspecto acobreado em algumas peças. 
– Pequenos pontos de ferrugem são normais, pois algumas pastilhas têm mais ferro em comparação às outras. É comum ver pontos mais acobreados e marrons. 
– Soltura de pequenos cacos também pode ocorrer, mas essa situação tende a reduzir com o tempo. Lembre-se sempre que estamos falando de pedras naturais e essa soltura contribui também para gerar o aspecto rústico que todo mundo procura.

Leia também: Hijau lisa e Hijau bruta – entenda as diferenças

Agora que você já está por dentro dos principais aspectos envolvendo manutenção de revestimentos naturais, aproveite para conferir nosso portfólio de produtos e agendar uma conversa com os consultores Artemano

Compartilhar