Artigos

22/08 Fernando Barboza

4 dicas de iluminação para piscinas

Uma área externa com um belo paisagismo e uma piscina incrível valoriza qualquer projeto de arquitetura. A iluminação garante não somente a segurança do espaço à noite como também destaca formas e direciona o olhar para pontos específicos, contribuindo para a decoração. Pensando nisso, separamos 4 valiosas dicas de iluminação.

A seguir, você encontrará ideias para aplicar em seus projetos e criar cenários perfeitos para quem deseja aproveitar o ambiente externo também no período noturno. Confira!

1. Pense na iluminação desde o início do projeto

O ideal é fazer um projeto luminotécnico antes de a piscina ser construída, pois proporciona mais liberdade de criação e mais possibilidades da instalação de luzes submersas. Isto é, praticamente todas as opções poderão ser aplicadas. Ainda há o fato de que, dependendo da estrutura, do revestimento e do formato, a iluminação subaquática necessitará de espaços internos específicos para a instalação das lâmpadas.

As luzes submersas dão um ar de sofisticação e requinte à piscina. Além disso, promovem a segurança para quem decidir se refrescar à noite. Se o tanque já existe, nem todas as alternativas poderão ser utilizadas. No entanto, mesmo assim, o mercado oferece boas alternativas para criar um espetáculo nas águas.

2. Destaque pontos-chaves

Antes de escolher os tipos de lâmpadas e tecnologias, analise quais pontos quer destacar. Uma das melhores dicas de iluminação em piscinas é aliar beleza e segurança. Para banhos noturnos, é fundamental que a pessoa consiga visualizar bem os cantos, curvas, desníveis, recortes, degraus e escadas.

Esses pontos são excelentes para criar contrastes e efeitos lindos com as luzes. Então, leve em consideração o formato e a estrutura da piscina para fazer o projeto de iluminação.

3. Considere a cor da piscina e das paredes externas

É fundamental escolher o tipo de lâmpada e a intensidade adequadas para criar um efeito harmônico. Se a piscina é feita com um material mais escuro, como a pedra hitam, será preciso reforçar os pontos de brilho. Caso seja feita com acqua marine, que é uma pedra clara, pode-se utilizar menos pontos focais ou luzes mais sutis.

Do mesmo modo, é preciso considerar o revestimento das paredes da área externa para a iluminação fora da piscina, que tem como objetivo iluminar o ambiente. Como o mercado oferece uma grande variedade de cores de luzes, vale usar sua imaginação! Lembre-se de que a sensação criada depende do tom escolhido. Azul e verde, por exemplo, remetem ao frescor. Por sua vez, tons quentes como o amarelo dão um ar de aconchego.

4. Ilumine a área ao redor

Todo o entorno da piscina deve ser bem iluminado para garantir bons momentos de lazer e segurança à noite. Então, utilize refletores nos jardins para valorizar o paisagismo e deixar o ambiente mais requintado. Também, direcione luzes para os caminhos por onde é preciso passar até chegar à piscina.

Não esqueça de iluminar bem as mesas, cadeiras e espreguiçadeiras para que as reuniões ao redor possam se estender até tarde da noite. No entanto, preste atenção na posição da luz. Analise o local para saber onde a maioria das pessoas ficará e instale as luzes mais fortes do lado oposto. Isso evitará que a claridade cause desconforto visual.

A área externa de uma residência é um espaço extremamente especial. Por esse motivo, não deixe de seguir as dicas de iluminação para valorizá-lo ainda mais. Seguindo as ideias que listamos neste post, certamente o ambiente ficará mais sofisticado, seguro e poderá ser usufruído em qualquer hora do dia para momentos bastante prazerosos.

Quer saber mais sobre piscinas noturnas? Então, aproveite a visita no blog e confira nosso artigo sobre o efeito hijau e tenha ainda mais inspirações para os seus projetos!

Compartilhar